domingo, 10 de abril de 2011

BULLYING

altDisseminação de comentários maldosos, agressões físicas e psicológicas, brigas, ofensas e repressão. A escola pode ser cenário de todos esses comportamentos, transformando a vida escolar de muitos estudantes em um verdadeiro terror.
A palavra bullying é derivada do verbo inglês “bully” que significa usar a superioridade física para intimidar alguém, ação baseada na força e no poder. Também adota aspecto de adjetivo, referindo-se a “valentão”, “tirano”. Como verbo ou como adjetivo, a terminologia bullying tem sido adotada em vários países como designação para explicar todo tipo de comportamento agressivo, cruel, intencional e repetitivo inerente às relações interpessoais.
Bullying é um problema social que também ocorre fora da escola, como na rua ou em áreas de lazer, e, inclusive, com adultos nos locais de trabalho. Em nada se confunde com bom humor e brincadeiras.
Bullying é praticado de diversas maneiras e a gravidade depende também do comportamento de sua vítima. Como exemplo, sua ação pode ser:
  • Virtual: divulgar imagens, criar comunidades, enviar mensagens, invadir a privacidade (cyberbullying).
  • Física: empurrar, socar, chutar, beliscar, bater;
  • Verbal: apelidar, xingar, insultar, zoar;
  • Material: destroçar, estragar, furtar, roubar;
  • Moral: difamar, disseminar rumores, caluniar;
  • Sexual: assediar, induzir e/ou abusar;
  • Psicológica: ignorar, excluir, isolar, perseguir, amedrontar, aterrorizar, intimidar, dominar, tiranizar, chantagear, manipular, ameaçar, discriminar, ridicularizar.
De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, é dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público, assegurar, com absoluta prioridade, todos os direitos infantojuvenis fundamentais, como o direito à vida, à saúde, à educação, à dignidade, ao respeito e à liberdade, entre outros. 
Nesse sentido, o Colégio GEO antecipa-se na prevenção e no enfrentamento a essa prática por meio de atividades interdisciplinares e da participação comunitária.
É essencial que a prevenção e luta contra o bullying comecem dentro de casa, pois a família serve de suporte e referência básica para a socialização sadia de crianças e adolescentes.
Pais! Dialoguem com seus filhos.
Se você está sendo vítima de bullying ou se conhece alguém que está, procure a ajuda de seus pais, da escola, de um profissional da saúde, do Conselho Tutelar, de delegacias especializadas ou de um Promotor de Justiça. Denuncie, ligando para o número 100.

GEO
Seu potencial, nossa paixão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
joao pessoa, paraiba
Professor de matemática,física e química.Aulas do ensino fundamental ao ensino médio Atendimento de segunda (das 9hs as 21hs) a sábado (das 9hs as até 12horas).

SETTE CURSOS (83)9114-3000/8616-2991/8153-9869