terça-feira, 8 de junho de 2010

td de biologia genetica

TD DE BIOLOGIA




1QUESTAO

a) AUG AGU UGG CCU G

b) Serina - triptofano - Prolina

c) Metionina - Serina - Glicina



2.QUESTAO





3.QUESTAO





a) Dominante: 50% de gatos brancos, 50% de gatos Marrons



b) co-dominante: 25% de gatos brancos, 25% marrons, 50% pardos.



4. QUESTÃO

a) Dd e Dd (único genótipo possível, pois DD não nasce)



b) Dd x Dd



1/4 DD 1/2 Dd 1/4 dd



Só que DD morre. Se considerar apenas os que nascem:

2/3 Dd e 1/3 dd

Então é 2/3



c) Os três filhos anteriores, neste caso, não afetam a probabilidade do quarto. Então a resposta é igual da b.

d) 1/3 (ver b)

e) nenhuma, pois se eles são pseudo-acondroplásicos eles tem que ser Dd.





5. QUESTÃO

Para que a criança apresente eritroblastose fetal , a mãe tem que ser Rh- o pai Rh+ e o criança Rh+ . A mulher Rh- apresenta ausência de aglutinação ao soro anti Rh . Portanto a mulher nº 2 é a provável mãe desta criança .



6.QUESTÃO



Orlando Leila

AO X BO

gametas A, O gametas B, O

b) 1/4. As possibilidades de combinação dos alelos de aglutinogênio entre os gametas de Orlando e Leila são:



filho AB AO BO OO

¼ ¼ ¼ ¼

Logo AB representa ¼

7.QUESTAO

No post anterior







8.QUESTAO

a Eritroblastose fetal ou doenca hemolitica do recem nascido é causada pela incompatibilidade sanguinea do fator Rh da mae e do feto..O problema se manifesta durante a gravidez de mulheres RH negativo que estejam gerando um filho RH positivo. Para que isso aconteça, o pai da criança precisa necessariamente ter o Fator RH positivo. As hemácias do feto, que carregam o Fator RH positivo desencadearão um processo no qual o organismo da mãe começará a produzir anticorpos. Estes anticorpos chegarão até a circulação do feto, destruindo as suas hemácias. É desta maneira que a Eritroblastose se origina.



Para se proteger da Eritroblastose fetal, a mãe RH negativo que tem parceiro RH positivo pode receber gamaglobulina anti-RH por via injetável logo após o nascimento do primeiro bebê RH positivo. Essa substância bloqueia o processo que produz anticorpos contra o sangue RH positivo do feto. A mãe recebe uma dose passiva temporária de anticorpos que destroem células sanguíneas RH positivo, impedindo assim que a mãe produza anticorpos permanentes.



O tratamento de bebês que nascem com o problema pode incluir uma transfusão total de sangue. O bebê recebe sangue RH negativo, que não é destruído pelos anticorpos da mãe presentes no recém nascido, pois não têm o antígeno. Depois de um certo tempo, as hemácias RH negativas do bebê são totalmente substituídas por outras RH positivas.





10-QUESTÃO

O alelo é recessivo, pois Alice tem o distúrbio e seus pais não.

O gene é autossômico já que Carlos não tem o distúrbio, o que obrigatoriamente ocorreria se o gene estivesse no cromossomo X.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
joao pessoa, paraiba
Professor de matemática,física e química.Aulas do ensino fundamental ao ensino médio Atendimento de segunda (das 9hs as 21hs) a sábado (das 9hs as até 12horas).

SETTE CURSOS (83)9114-3000/8616-2991/8153-9869